Atalaia da desembocadura do Rio Paraíba

Era responsável por supervisionar as embarcações que entravam e saíam. A embarcação que desejasse sair da barra do Rio Paraíba, deveria pedir passagem para a Fortaleza. Temos diversos exemplos desse registro no nosso Banco de Dados. 

Fonte 1: O PUBLICADOR, 4 de Ago. 1864, p. 2.

Fonte 2: A ORDEM, 24 de Mar. 1850, p. 2.

Comandante da Fortaleza

Tinha como incumbência, passar por meio de ofício "os mappas do movimento da polvora, e da força da guarnição dessa fortaleza, e as relações dos presos ahi existentes e dos navios entrados e sahidos do porto desta capital, tudo relativo ao mez proximo findo" (Fonte 1). O Comandante era também responsável pelo exame das embarcações que pretendiam sair da barra, no que diz respeito aos “generos corruptos,e prejudiciaes á saude publica” (Fonte 2).

Escola de Aprendizes Marinheiros

A Companhia de Aprendizes Marinheiros funcionava na Fortaleza, possuindo, na época, a seguinte lotação: 01comandante (função exercida pelo Capitão do Porto), 01 Primeiro Tenente de Marinha, 01 Segundo Cirurgião do Corpo de Saúde d'Armada, 01 Capelão, 01 Oficial de Fazenda, 01 Mestre, 01 Segundo Sargento, 01 Fiel, 01 Mestre d'armas, 01Enfermeiro, 01 Coronheiro, 04 Imperiais Marinheiro de 1ª Classe e 90 aprendizes marinheiros.

Curiosidades no século XIX

O Compromisso

"No enfrentamento de uma realidade bastante complexa e buscando a convergência dos diversos interesses institucionais, legais, patrimoniais e sociais vinculados ao monumento, foram formuladas diretrizes, surgidas das divergências e consensos produzidos no Fórum [Fortaleza de Cabedelo (PB): Patrimônio Brasileiro, ocorrido em 2014]. Estas diretrizes norteiam a formulação de um Plano de Gestão Estratégica para a Fortaleza de Santa Catarina."

O mais importante patrimônio Cultural marítimo da paraíba

A Fortaleza de Santa Catarina foi construída no fim do século XVI com o objetivo de promover a proteção da entrada do Rio Paraíba. Neste período, o porto ficava a montante, tendo as embarcações que navegarem em águas abrigadas da foz do Paraíba até o Rio Sanhauá, desembarcando na capital Filipeia de Nossa Senhora das Neves, antigo nome de João Pessoa. Esse importante monumento é um marco da ocupação europeia na região e um sobrevivente do tempo, que tudo corrói.

 

Apesar de sua origem militar, o mesmo foi utilizado para os mais diversos fins, trabalhando com o controle do tráfego de embarcações, Escola de Aprendizes Marinheiro, sede das sessões da associação de praticagem e, nas últimas décadas, se tornou um espaço cultural de grande vitalidade comportando "grupos de teatro e cultura popular, artesãos, manifestações culturais diversas, espetáculos e atuação de produtores culturais" de Cabedelo.

Texto e pesquisa

Doutor Ticiano Alves

Design e exposição

Professor Dr. Ticiano Alves

Revisão ortográfica

Professora Mestra Raphaella Alves

Fotografias

LAURINI JR, Dante. Obra do próprio, CC BY-SA 4.0. Fortaleza de Santa Catarina, Cabedelo /Paraíba. Link. [CAPA]

ALVES, Ticaino. Portão da Fortaleza. 2015.

Referências / fontes

Hemeroteca da Biblioteca Nacional Brasileira

A ORDEM, 24 de Mar. 1850, p. 2.

O LIBERAL PARAHYBANO, 15 de Set. 1884, p. 1.

O PUBLICADOR, 21 de Ago. 1869, p. 2.

O PUBLICADOR, 4 de Ago. 1864, p. 2.

VISSCHER, Nicolaes. Afbeelding der stadt fortressen van Parayba. Amsterdam [Países Baixos]: Chez Nicolas Iansz Visscher, 1635. 1 mapa, 58,5 x 53,5cm em f. 60 x 54,5.

CRÉDITOS

MUSEUEXEA

Pesquisar, Preservar e Educar

Informações

Nº. SNIIC: SP-21484

CNPJ: 41.485.112/0001-67

Contatos

(83) 9638-1697

contato@museuexea.org

Av. Governador Argemiro de Figueiredo, n°210 - Sala 001 - 58.037-030 - CXPST: 192

© 2021 Por Museu Virtual Marítimo EXEA. Created on Editor X.

© Museu EXEA

Fique
Informado

Receba nosso boletim informativo semanal.

Obrigado pelo envio!

O Museu Marítimo EXEA é um museu sustentável, que se utiliza do mundo virtual para promover a salvaguarda do patrimônio cultural marítimo a partir do Extremo Oriental das Américas.

Contate-nos

Entre em contato conosco. Retornaremos com a maior brevidade. Bons ventos!

Obrigado pelo envio!