top of page

TIPO

Naufrágio

Profundidade

s.i.

SUBSTRATO

s.i.

CRONOLOGIA

histórica (Jun. 1850)

DESCRIÇÃO

Galera (também chamada na fonte de barca) americana carregada com mais de 3.000 barricas de azeite de peixe.

FONTE(s)

O GOVERNISTA PARAHYBANO. Parte Official - Governo da Província. Parahyba. 22 de Jun. 1850. 4 f., p.2. Disponível em: <http://goo.gl/EM1dqo>. Acesso em: 11 jul. 2016.

O GOVERNISTA PARAHYBANO. Parte Official - Governo da Província. Parahyba. 29 de Jun. 1850. 4 f., p.3. Disponível em: <http://goo.gl/aq4QrC>. Acesso em: 11 jul. 2016.

O REFORMISTA. O Naufragio da Barca Americana Franklin. Parahyba. 6 de Jul. 1850. 4 f., pp. 1-2. Disponível em: <http://memoria.bn.br/DocReader/817457/165>. Acesso em: 4 ago. 2017.

LOCAL

Praia de Carapibus

GRAU DE INTEGRIDADE

s.i.

ANOTAÇÕES

AMBIENTE DO SÍTIO

Marinho

Após o naufrágio fora solicitado do capitão do porto que enviasse ao local a lancha de socorros navais e outras embarcações que pudessem auxiliar no transporte da carga resgatada até o porto da província. Solicitou-se do chefe da Polícia que procedesse na proteção da carga contra furtos. A barca era comandada por Mercator Cooper. Ver: Fontes/Jornais: #JRN-39

Franklim