TIPO

Achado isolado

Profundidade

<3m

SUBSTRATO

Arenoso, próximo a recifes de coral.

CRONOLOGIA

s.i.

DESCRIÇÃO

03 sinos holandeses; o fundidor de dois deles foi Henrick Wegeaert, tendo sido fundidos nos anos de 1612 e 1613; um dos sinos não possui qualquer inscrição; os sinos são de bronze maciço, contêm pouco cobre, elevada quantidade de estanho e algum indício da presença de chumbo.

FONTE(s)

Entrevista realizada com Gustavo Adelino, responsável pela localização dos sinos. Fotografias dos sinos. Cópia da documentação emitida pela Marinha do Brasil sobre os estudos realizados com os sinos.

LOCAL

Próximo a Pedra Norte de João Pereira

GRAU DE INTEGRIDADE

Residual

ANOTAÇÕES

AMBIENTE DO SÍTIO

Marinho

De acordo com Luiz Octávio Castro Cunha, arqueólogo do Museu Naval e Oceanográfico, em carta endereçada a Gustavo Adelino, afirmou que o nome do fundidor Henrick Wegeaert era um nome conhecido nas investigações do museu, sendo responsável pela fundição de vários canhões de bronze "resgatados do fundo do mar". Na mesma carta, o arqueólogo propõe a hipótese de que os sinos pertenceriam a um tipo de embarcação denominada fleuten, que por se tratar de veleiros velozes, tinham maior poderio de manobra, causando grandes perdas a frota lusa durante muitos anos. Hipoteticamente, essa embarcação pertencia a frota holandesa, que em 1625 se retirou da Bahia após ser derrota pela frota luso-espanhola rumando ao norte pela costa, almejando o retorno aos Países-Baixos. O casco da embarcação não fora localizado.

Sinos holandeses

Mapas

Confeccionados em parceria com o Instituto Politécnico de Tomar - IPT / Portugal

MUSEUEXEA

Pesquisar, Preservar e Educar

Informações

Nº. SNIIC: SP-21484

CNPJ: 41.485.112/0001-67

Contatos

(83) 9638-1697

contato@museuexea.org

Av. Governador Argemiro de Figueiredo, n°210 - Sala 001 - 58.037-030 - CXPST: 192

© 2021 Por Museu Virtual Marítimo EXEA. Created on Editor X.

© Museu EXEA

Fique
Informado

Receba nosso boletim informativo semanal.

Obrigado pelo envio!

O Museu Marítimo EXEA é um museu sustentável, que se utiliza do mundo virtual para promover a salvaguarda do patrimônio cultural marítimo a partir do Extremo Oriental das Américas.

Contate-nos

Entre em contato conosco. Retornaremos com a maior brevidade. Bons ventos!

Obrigado pelo envio!