top of page

As companhias de navegação alemãs no Brasil

Entre as companhias mercantes alemães principais que atuavam no mundo inteiro em especial no Atlântico na virada do século 19 para o 20, destacamos em primeiro lugar, o serviço de passageiros, que atendia às demandas de uma Elite, que viajava na 1ª Classe dos luxuosos e rápidos transatlânticos e das classes pobres, que imigravam em busca de melhores condições de vida na América. Um dos principais destinos como citado acima, era o Brasil.

Citamos agora, as principais companhias de comércio e navegação alemãs que operavam no Atlântico e no litoral brasileiro no período. São três, sendo a primeira, a HAPAG, sigla para Hamburg-Amerikanische Packetfahrt-Actien-Gesellschaft. Esta companhia foi fundada em 1847, em Hamburgo.

A segunda, era a Norddeutscher Lloyd, fundada em 1857 na também cidade portuária de Bremen, norte da Alemanha.

A terceira companhia de navegação alemã era a Hamburg Süd (sigla de Hamburg Südamerikanische Dampfschifffahrts-Gesellschaft), também com sede na cidade portuária de Hamburgo.

Estas três companhias, junto a outras sete grandes companhias, de acordo com dados coletados a partir da Revista Marítima Brasileira do ano de 1919, contabilizavam 3.194.000 toneladas em 1914, antes do início da I Guerra Mundial. Herwig (2014) contra argumenta, afirmando que a frota mercante do Reich (navios acima de 100 toneladas) cresceu metodicamente de 82.000 toneladas em 1872 para 5.134.000 toneladas em 1914 (HERWIG, 2014, p. 2).

Tantos navios e tanta mercadoria demandavam, portanto, bons oficiais e tripulações bem treinadas para conduzi-lo. Porém, existem algumas situações em que nenhum treinamento ou vivência é capaz de prever. Foi o caso dos navios alemães que estavam no litoral paraibano no ano de 1914. Entre os meses de julho e agosto de 1914, três navios mercantes alemães estavam no cais (trapiche) da vila de Cabedelo, no litoral da Paraíba. Alguns deles conduziam cargas e passageiros e o destino final no Brasil seriam o Rio de Janeiro e o litoral de São Paulo.

Porém, foram surpreendidos com as notícias vindas da Europa: a 1ª Guerra Mundial tivera início e a Alemanha, aliada do Império Austro-Húngaro, estava em guerra contra o Império Russo, a França e o Império Britânico.