Porto da Costinha

TIPO

Porto seguro por definição

LOCAL

Estuário do Rio Paraíba

ANO DA FONTE 1

1923

ESTRUTURAÇÃO

s.i.

DESCRIÇÃO

s.i.

ANOTAÇÕES

[Fonte 1]O iate Anna Amelia, requereu licença para receber no "porto da Costinha, 210 tuneis de ferro, vasios, pertencentes á Cia. de Pesca do Norte do Brasil". [Definição] O termo porto, aqui é empregado para dar a entender a característica do local. Silvab (1813, p. 475) define porto como sendo “lugar capaz á borda de mar, ou rio, que dá passada para terra, e pode receber navios, e abrigá-los de temporaes”. Desta maneira, para o presente porto, não há a obrigatoriedade da presença de estruturas portuárias, tais como píer, cais ou trapiche. [Fonte da definição] SILVA, António de Morais. Diccionario Da Lingua Portugueza: Tomo II – F-Z. Lisboa: Typographia Lacerdina. 1813. 872 f. Disponível em <https://goo.gl/B76EGL>. Acesso em: 21 out. 2017.

FONTE(s)

O JORNAL. Alfandega. Parahyba do Norte. 8 de Dez. 1923. 8 f., p. 8. Disponível em: <http://memoria.bn.br/DocReader/169870/1118>. Acesso em: 21 jul. 2017.